6jan

Novas atividades para a agricultura urbana do entorno da Ceasa



Os integrantes do projeto das hortas comunitárias passam por um novo ciclo de práticas. Através do plantio de flores e feijão de porco, as alças terão um redesenho do agroecossistema. Em algumas como as denominadas dois e cinco já estão sendo cultivados feijão de porco e flores benedita. Mais de 5.000 mudas serão plantadas ao longo dos 25 hectares de terras cultivadas que servirá como um atrativo para diversos insetos oferecendo controle biológico das pragas.

Com as práticas inseridas através da capacitação, a agricultura urbana da Ceasa passa por um processo de transição do modelo de agricultura. No primeiro nível a dependência de insumos caros e degradantes do solo foram reduzidos. Os beneficiados aprenderam a fazer biocompostagem, aproveitando esterco e mato; e calda sufocálstica. Apenas os agricultores que passaram pela capacitação estão envolvidos nesta etapa, pois a prática conta com o interesse pelo plantio.

A equipe agora atua no segundo nível com a barreira de flores e feijão de porco. A próxima etapa será a utilização deste feijão como nitrogenador do solo ou cobertura morta, e a vermicompostagem.

O principal objetivo das extensionistas responsáveis pelo projeto é fazer com que os agricultores incorporem práticas de uma agricultura de base ecológica.